SATC - Educação e Tecnologia

Criciúma | Artesanato

Talento e criatividade dão forma ao biscuit

Há oito anos, após a morte do filho, Maria Gorete Neves, de 61 anos, começou a trabalhar com biscuit. O artesanato que antes era apenas uma terapia, hoje completa a renda da família, da moradora do bairro Rio Maina, de Criciúma.

10/05/2012 12:09:40 - Atualizado em 10/05/2012 11:37:16
Redação /Profª orientadora Karina Farias (SC01891JP)

Gorete trabalha com a filha Angela Manenti, de 36 anos. Juntas, produzem lembranças para casamentos, aniversários, chás de bebês e batizados. Elas confeccionaram os primeiros objetos copiando de revistas. Hoje, a prática, o talento e a criatividade, são ingredientes suficientes para a produção das lembrancinhas.

“A gente não copia mais nada. No começo sim, para aprender. Hoje não precisa mais. Minha filha é quem faz os objetos com detalhes menores, porque a minha visão não ajuda tanto. Mas consigo fazer bastante coisa, que nem acredito que fui eu mesma quem fez”, relata a artesã.

Gorete e a filha expõem os trabalhos todos os sábados, na Feira de Artesanato, na Praça Nereu Ramos, no centro de Criciúma. A mostra acontece semanalmente das 8h às 13h.

Biscuit: o que é?

Lembrancinhas, chaveiros, e diversos outros objetos de decoração são feitos de biscuit. Os produtos são de uma massa de modelar feita a partir de amido de milho, cola branca e tinta acrílica. O diferencial do trabalho é o talento e a criatividade de quem o produz.

 




Entretenimento

Ouça ao vivo No ar - Programa Galeria hoje U2
 

SATC - Associação Beneficente da Indústria Carbonífera de Santa Catarina
Criciúma - Santa Catarina - Brasil
Fone: 55 (48)3431.7500 - Fax: 55 (48)3431.7501 - Ouvidoria: 0800.648.7600
Copyright 2011 - SATC